Oki

Congraf almeja crescer até 15% em 2018

31/01/2018 - 14:01

Continuar trilhando um caminho de crescimento e expansão. Este será o foco da Congraf Embalagens para o ano de 2018. “Temos uma boa expectativa de negócios. Aumentaremos nossos turnos de produção e efetuaremos melhorias para o atendimento aos nossos clientes”, aponta Sidney Anversa Victor, presidente da Congraf.

A indústria de embalagens prevê alcançar crescimento de até 15% neste ano. Para tanto, a empresa se baseará em investimentos contínuos, em estrutura e no atendimento aos novos clientes que foram conquistados ao longo do ano passado.

De acordo com a Congraf, os investimentos em estrutura serão direcionados para a atualização de equipamentos de produção e melhorias em logística. “A expedição de nossos produtos demonstra a qualidade final do nosso trabalho. Temos que manter e melhorar a qualidade dos nossos produtos e o atendimento nas solicitações e especificações de entrega”, explica Sidney Anversa Victor. “É fundamental que o cliente da Congraf esteja plenamente satisfeito em enviar um pedido de compra e que ele tenha a certeza de que será atendido dentro da sua expectativa”, afirma.

Como destaque dos novos equipamentos, no mês de março começa a operar em seu parque industrial uma nova impressora Heidelberg XL106 UV, de sete cores. “Este equipamento de ponta nos dará mais capacidade e agilidade de produção”, comenta Sidney Victor. “Investimos também em um novo equipamento Image Control que estará ligado em nossas impressoras para fazer um controle eletrônico de tonalidade de cores e manter o padrão exigido para todos os nossos produtos”, ressalta.

Seguindo nessa linha de expansão, novos negócios também estão no radar da Congraf, que segue analisando nichos de mercado e novas oportunidades. “Há algum tempo analisamos os nichos de mercado e as possibilidades de investimento em novos negócios. Sempre existe a oportunidade de fazer novos investimentos no segmento de embalagens. Teremos novidades para os próximos anos na produção de novos produtos”, revela.

Por fim, o otimismo e a superação das dificuldades impostas pelo mercado no ano passado serão aliados para alcançar as metas estipuladas para 2018. Além, é claro, da já estabelecida gestão de metas definidas que recebem acompanhamento diário para alcançar objetivos.

Segundo o Boletim de Atividade Industrial emitido em Janeiro pela Abigraf Nacional, ‘os segmentos de Embalagens e de Produtos de Papel sinalizam recuperação, trajetória que deve ganhar força ao longo dos próximos meses em função da queda da taxa de juros e melhora do mercado de crédito. O quadro é de retomada da Indústria Gráfica, que, assim como a da Indústria de Transformação, deverá ser lenta e gradual. A melhora da confiança do empresário do setor e a perda de ritmo nas demissões são outros elementos que corroboram esse cenário’.

“O ano passado foi bem complexo, mas não foi ruim. No final, conseguimos ajustar diversos pontos e driblar as adversidades. O pior já passou! Agora é planejar o futuro”, finaliza o presidente da Congraf.

  Mais notícias

Gráfica Inteligente Agnelo Editora Anuncie aqui